<img height="1" width="1" style="display:none" src="https://www.facebook.com/tr?id=150597898887149&amp;ev=PageView&amp;noscript=1">

Blog Faculdade Guairacá

4 enfermeiras que fizeram História

Postado por Poliana Kovalyk on 13-02-2018 9:00
Find me on:

Na história da enfermagem no Brasil, muitos profissionais se destacam. São pessoas que ajudaram não apenas a consolidar a profissão e a torná-la respeitada no país, como promoveram a expansão desse importante campo de conhecimento e atuação.

Boa parte desses profissionais são mulheres, o que é coerente já que, até hoje, o campo é predominantemente feminino. Inspire-se nessas quatro enfermeiras que fizeram história e saiba mais sobre o desenvolvimento da Enfermagem!

Ana Néri

A baiana é considerada pioneira da Enfermagem no país e ainda hoje é lembrada por sua atuação dedicada e humanista. A jovem iniciou os trabalhos em 1865, em plena Guerra do Paraguai, ao sentir-se inconformada com a convocação dos filhos para batalha. Deixou Salvador e foi atuar em hospitais cuidando de feridos, como voluntária.

Para a profissão, Ana Néri deixou inúmeros legados. Foi a primeira mulher a atuar como enfermeira, montou uma enfermaria modelo e cuidou com zelo de inúmeros feridos.

De tão significativa para a história da profissão no Brasil, a data de morte de Ana Néri marcou o dia nacional dos auxiliares e técnicos de Enfermagem. Na data, também é realizada a semana da Enfermagem, que ocorre entre 12 e 20 de maio.

Edith Magalhães Fraenkel

A história de Edith Fraenkel confunde-se com a história da Enfermagem no Brasil. Nascida em 1889, a enfermeira foi também professora e responsável pela fundação da Associação Brasileira de Enfermagem  da Escola de Enfermagem da Universidade de São Paulo.

Também ajudou a difundir o conhecimento do campo, ao inaugurar a revista Anaes de Enfermagem, em 1932, ainda hoje importante veículo para os pesquisadores e cientistas da área.

Sua atuação foi marcada também por uma luta política, já que brigou pelo direito do voto feminino no país.

Maria Rosa Sousa Pinheiro

A primeira presidente do Conselho Federal de Enfermagem, certamente, fez história. Participou ativamente da organização do primeiro Congresso Quadrienal do Conselho Internacional de Enfermeiras realizado em um país latino.  Nesse mesmo evento, viu ser aprovado o Código Internacional de Ética para Enfermeiros e instalou 20 conselhos regionais no país em seu mandato como presidente do COFEN.

Considerada de notório saber, a enfermeira foi consultada para estudos especializados muitas vezes, inclusive, para a Organização Mundial da Saúde. Maria Rosa, também conhecida como Dona Maria Rosa, ajudou a enfermagem brasileira a ser conhecida internacionalmente e hoje é lembrada por meio das inúmeras homenagens que recebe.

Olga Verderese

Nascida em 1914, uma das mais importantes enfermeiras do país quase não seguiu a profissão. Sua família se opunha ao projeto, pela distância com a faculdade pretendida. O caminho na Enfermagem apenas se iniciou quando a Escola de Enfermagem da Universidade de São Paulo foi inaugurada.

Organizou o serviço de Enfermagem da Universidade Federal da Bahia e participou de um importante estudo que mapeou as necessidades do campo no Brasil. As contribuições do estudo ajudaram a entender a realidade da profissão no país e permitiram a implantação de uma política nacional de Enfermagem.

Esperamos que essa relação de figuras importantes lhe ajude a entender um pouco da história da Enfermagem do Brasil e o quanto a dedicação e cuidado fazem parte da profissão. Inspire-se nessas personagens e construa, também, uma brilhante carreira!

Gostou do nosso artigo? Que tal difundi-lo entre seus amigos? Compartilhe este post em suas redes sociais!

Baixe o e-book aqui!

Tópicos: Enfermagem, Faculdades

Screen Shot 2018-03-20 at 10.21.39

Faculdade Guairacá

Seu momento é agora!

Com mais de 10 anos de existência, a Faculdade Guairacá se tornou um projeto inovador e moderno na área da educação, uma referência em ensino superior no Paraná. Todos os seus cursos de graduação são reconhecidos com mérito pelo MEC com excelente pontuação, e isso faz muita diferença, pois ajuda a instituição a realizar sua missão, que é formar profissionais com excelência acadêmica e forte caráter humanístico e instruir a comunidade escolar a engajar-se na institucionalização de uma sociedade justa, solidária e fraterna.

Guairacá: 

Assine nosso blog!

Posts Recentes